Vida vegetariana

Por um mundo melhor

Arteriosclerose e vegetarianismo

leave a comment »

No artigo “Vinte questões sobre arteriosclerose”, o médico americano William C. Roberts (Baylor Cardiovascular Institute, Baylor University Medical Center, Dallas, Texas) levanta algumas questões:
– Arteriosclerose afeta apenas herbívoros;
– Humanos têm características de herbívoros;
– Arteriosclerose normalmente não tem origem genética, não é consequência da idade ou de doença generativa;
– Os principais fatores de risco são alto índice de colesterol, hipertensão, diabetes, obesidade, baixo índice de colesterol HDL, tabagismo e sedentarismo. Dentre estes, o principal é a relação dos níveis de colesterol HDL e LDL;
– O colesterol tem origem nos produtos de origem animal, destacando-se como maior fonte a carne bovina;
– A redução das gorduras progressivamente reduz o índice de colesterol. Os médicos americanos recomendam um máximo de 30% de gorduras na dieta. Uma dieta vegetariana balanceada consegue descer esse nível a 10%;
– Existem drogas que reduzem o colesterol, mas têm seus efeitos colaterais nocivos.

Dr. William conclui que se um paciente adota uma dieta vegetariana/frugívora pura, ele pode deixar as drogas, mas são poucos os americanos que tendem a fazer esta mudança.

A publicação pode ser lida na íntegra (em inglês) no site http://www.baylorhealth.edu/proceedings/13_2/13_2_questions.html

Outro estudo, desenvolvido por Pronczuk A, Kipervarg Y e Hayes KC. afirma que a quantidade de plasma alpha-tocopherol (anti-oxidante biológico) é maior entre os vegetarianos, que estes têm menor risco de desenvolvimento de arteriosclerose baseado nos níveis do plasma “FA” e conclui que “esta lipoproteina em vegetarianos pode estar melhor protegida contra a peroxidação de lipídios, um processo que acredita-se ser importante na patogênese da arteriosclerose”. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1541796)

Já o site Internet Health Library, na seção “pesquisa sobre arteriosclerose”, afirma (e cita as devidas referências) que “a maior parte das autoridades médicas concordam que a carne deve ser evitada em todos os casos de doenças cardiovasculares. Isto se deve ao fato de que a carne é rica em gordura saturada e colesterol. De fato, a evidência é irrefutável: um estudo da Universidade de Leiden, na Holanda, mostrou que uma dieta vegetariana pode parar e até reverter a criação de placas nas paredes das artérias (arteriosclerose). Em 1990, cientistas provaram que uma dieta vegetariana sozinha (sem quaisquer drogas) pode fazer regredir doenças coronárias. O estudo foi cuidadosamente controlado: um grupo experimental de pacientes foi analisado em relação a um grupo de controle. O grupo experimental foi alimentado com uma dieta vegetariana de baixa caloria, consistindo em frutas, vegetais, legumes e produtos de soja sem um controle restrito de quantidade de calorias. Depois de um ano, cerca de 90% desde grupo experimental reduziu o tamanho dos blocos arteriais e aumentou o fluxo sanguíneo para o coração enquanto que o grupo de controle (que não foi alimentado com uma dieta vegetariana) piorou nestas caracteristicas“. (http://www.internethealthlibrary.com/Health-problems/Arteriosclerosis%20-%20researchDiet&Lifestyle.htm)

Anúncios

Written by candeeiroverde

8 de março de 2010 às 12:42 pm

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: