Vida vegetariana

Por um mundo melhor

Archive for maio 2010

Albert Einstein: vegetariano

with 2 comments

Albert Einstein (1879-1955)
Físico, ganhador do Prêmio Nobel de 1921

As últimas indicações que temos sugerem que Einstein foi vegetariano só no último ano (ou assim) de sua vida, mas ele parece ter apoiado a idéia muitos anos antes de praticá-la em si mesmo.

“Então, eu estou vivendo, sem gorduras, sem carne, sem peixe, mas estou me sentindo muito bem desta maneira. Sempre me pareceu que o homem não nasceu para ser um carnívoro”.

Esta declaração foi retirada de uma carta escrita para Hans Muehsam, de 30 de março de 1954, cerca de um ano antes de Einstein morrer. Isso indica que ele adotou uma dieta vegetariana no fim de sua vida. Anteriormente, em 3 de agosto de 1953, Einstein escreveu o seguinte em uma carta a Max Kariel, sugerindo que ele ainda estava de comer carne na época:

“Eu sempre comido carne de animais com uma consciência um pouco culpada.” – Einstein Archive 60-058

As citações acima são de: “The Expanded Quotable Einstein, collected and edited by Alice Calaprice”. O prefácio sobre o livro de Ms. Calaprice diz: “Alice Calaprice é editora sênior da Princeton University Press, onde se especializou em ciências e trabalhou com os Documentos de Einstein por mais de vinte anos.”

A seguinte citação é proveniente de Ms. Joan Gilbert (E.U.A.), que a escreveu para Jon Wynne-Tyson (Reino Unido), para seu livro, The Circle EXTENDED, publicado em 1985:

“É minha opinião que o modo de vida vegetariano por seu efeito puramente físico no temperamento humano seria mais benéfica influência no destino da humanidade.” – Carta ao “Vegetarian Watch Tower’, 27 de dezembro de 1930.

David Hurwitz, que contribuiu com as citações no topo desta página, tem a seguinte redação:

Alice Calaprice, lançou a última edição de suas coletadas e editadas citações de Albert Einstein intitulado “The New Quotable Einstein.” Agora há uma fonte sólida para a citação, completa com o número de documento no Arquivo Einstein.

“Embora eu tenha sido impedido pelas circunstâncias exteriores de observar uma dieta estritamente vegetariana, eu tenho sido desde há muito um adepto da causa, em princípio. Além de concordar com os objectivos do vegetarianismo por motivos estéticos e morais, é a minha opinião de que uma forma de vida vegetariana, pelo seu efeito puramente físico no temperamento humano, seria mais benéfica influência no destino da humanidade. ” Tradução da carta de Hermann Huth, 27 dezembro de 1930. Einstein Archive 46-756

A biografia de Einstein diz que ele ainda estava vivendo na Alemanha em 1930, só emigrando para os E.U.A. em 1932. Ela também diz que ele sofreu um colapso da saúde no final dos anos 20, o que seria consistente dar algum pensamento à sua dieta, mas não temos indícios de que ele realmente se tornou vegetariano neste momento.

Entre 1882 e 1935, a Deutscher Vegetarier-Bund (Federação Vegetariana Alemã) publicou o Vegetarische Warte. A imagem da direita é a capa do 15 dez 1898 problema [não pus a imagem]. Um dicionário Inglês/Alemão traduz Warte como ‘ponto de vista, sala de controle’ – é provável que esta seja a torre de observação vegetariana” (uma tradução um pouco estranha, mas perfeitamente possível), e que a citação é uma tradução do original alemão.

As datas da carta e que é dada à revista são idênticas – 27 de dezembro, o que poderia sugerir que a atribuição para uma revista foi equivocada, uma vez que deveria ter surgido algum tempo depois da carta. Parece provável que a revista impressa e a data da carta foram confundidas, na primeira citação acima, com a data da revista posteriormente.

Hildegund Scholvien, da Deutschlands Vegetarier-Bund (re-formado em 1945), tem a maioria das edições antigas do Warte Vegetarische. Ela enviou as seguintes observações:

Tentei encontrar essa citação de Einstein no “Vegetarische Warte”, edição 12, de dezembro de 1930, mas não consegui encontrá-la. No entanto eu não tenho a revista original, apenas cópia dos artigos. As páginas estão completas, 365-392, apenas falta a capa. Talvez a citação, devido à sua importância, estivesse na capa.

Naquela ocasião, o presidente da Vegetarier-Bund, Dr. Gustav Schlager e o Sr. Friedrich Schulenburg eram editores do “Vegetarische Warte”. Sr. Hermann Huth foi vice-presidente da sociedade.

No entanto: Dr. Schlager estava doente e morreu no final de novembro de 1930. Portanto, pode ser possível que Hermann Huth (como vice-presidente) tenha sido o editor desta edição especial.

Em dezembro de 1930 a nova diretoria da Vegetarier-Bund foi eleita, e Dr. Bruno Wolff foi eleito presidente e editor, o Sr. Hermann Huth, vice-presidente novamente.

Infelizmente, eu não tenho a edição 1 de 1931, por isso não posso verificar se a citação poderia estar nesta edição.

Tradução feita do site http://www.ivu.org/history/northam20a/einstein.html pelo tradutor do Google e corrigida pelo autor deste blog.

Anúncios

Written by candeeiroverde

11 de maio de 2010 at 12:13 pm

Publicado em Uncategorized

Discovery Channel: Os gladiadores eram vegetarianos

with one comment

Um trecho de um programa do Discovery Channel (As Expedições de Josh Bernstein), disponibilizado hoje, dia 10/05, no site do Universo On-line, mostra evidências que os gladiadores eram vegetarianos. O antropólogo forense Fabian Kanz, do Instituto Antropológico Austríaco, afirma que o alto índice de estrôncio indica a alimentação dos gladiadores era vegetariana e atribui isto ao alto custo da carne na época. Porém, ele mostra que os cuidados médicos que tinham os gladiadores eram bem melhores que a maioria da população.

Confira o vídeo na íntegra: http://tvuol.uol.com.br/#view/id=as-expedicoes-de-josh-bernstein–laboratorio-forense-0402983866C4C18346/user=yaq680z51683/date=2010-05-10&&list/type=user/codProfile=yaq680z51683/

E tem gente por aí que acha que vegetarianos são fracos e têm aspecto de doentes…

Written by candeeiroverde

10 de maio de 2010 at 11:23 am

Publicado em Uncategorized